José Saramago fala de sua mulher Pilar del Río

Camille Claudel

O que a Pilar [del Río] é para mim é difícil dizer-te. Secretária não é, ajuda-me no que eu preciso e ela pode, mas isso não a torna minha secretária. Nem eu queria que a minha mulher fosse a minha secretária. Eu diria que vivi tudo o que vivi para poder chegar até ela. A Pilar deu-me aquilo que eu já não esperava vir a ter. Eu conheci-a  em 1986 e já vamos a caminho de sete anos de autêntica felicidade. Eu olho para o que vivi antes e vejo tudo isso como se tivesse sido uma longa preparação para chegar a ela. Portanto dizer-teque é a mulher, a amante, a companheira, a amiga, tudo isso são apenas tentativas de dizer o que é e nada mais. A nossa relação é outra coisa, não cabe muito nessas categorias.”  (Baptista-Bastos, José Saramago: Aproximação a um retrato, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 1996)…

Ver o post original 226 mais palavras

“Messieurs, c’est les microbes qui auront le dernier mot.”

Not Something Else

The Last Word

From the start of my involvement with blogging and social media I have built up a list of favourite quotations.  Among them is the following from Louis Pasteur the microbiologist and discoverer of the role of microbes in the process of fermentation and who played a large role in the field of immunisation and vaccinology, among other things.  He said:  “It is the microbes that will have the last word.”.

Of course Pasteur didn’t actually say that.  He was French so if he said something on that at all it would more likely have been the same as the title of my article:    “Messieurs, c’est les microbes qui auront le dernier mot (Gentlemen, it is the microbes who willhavethelastword.)”.

Pasteur’s view was quite prescient and may well be proven so within the foreseeable future and perhaps sooner than most of us…

Ver o post original 2.549 mais palavras